Não percebo e acho uma certa graça às pessoas que não são de Lisboa (e na maior parte das vezes são cá do norte do país) e que, de cada vez que vão à capital, apregoam-no como eu faria se fosse a Nova York ou a Copenhaga (é só mesmo um exemplo).
Ok, Lisboa é capital, é uma grande cidade e tem algum do movimento característico das capitais europeias (e não me interpretem mal, não me importava nada de lá viver) mas Lisboa é, de longe, a capital mais provinciana que alguma vez conheci. E isso dá-lhe um certo gostinho especial. Mas tira-lhe o brilho das outras capitais europeias (pelo menos das que conheço).
Por isto, acho engraçado algumas pessoas dizerem que vão a Lisboa como se fossem a um grande sítio ou como se ir a uma cidade que fica a 300 km e à qual, felizmente, hoje já se vai com bastante facilidade fosse uma grande coisa.

2 sobreviveram ao "lápis azul":

Jo Ann v. disse...

O mesmo passa-se aqui em França ! Ir à Paris é coisa de outro mundo, e olha que só são 3h30 de comboio (ou menos) de onde quer que seja...

M disse...

O video do post anterior está lindo :)