Chocada

Se calhar sou eu que tenho a mania que sou muito miúda...
Se calhar já começo a não ser...
Se calhar ainda há coisas que me ultrapassam...

Ontem a minha mãe foi visitar o filho recém-nascido de uma miúda 2 anos mais nova do que eu. Caso raro, pensava eu.
Hoje de manhã "caiu-me tudo".
Fiquei a saber que tenho 2 colegas, mais novas do que eu, que já têm um filho.
Se as vissem perceberiam o choque. É que são mesmo miúdas!

Ainda por cima, nestes 3 casos as miúdas não trabalham, não ganham um tostão!
Não percebo...

É pá... a sério... É que os preservativos e a pílula são gratuitos!
Fico parva...

Pelo menos nenhuma delas se casou. Menos mal...

(Gayja aparentemente a julgar os outros mas apenas a tentar perceber... Ainda a recuperar do choque...)

6 sobreviveram ao "lápis azul":

M disse...

Como te compreendo. Hoje uma colega minha nem articulava direito as palavras porque uma amiga dela estava grávida e o pai nem queria saber. E para cúmulo não gostavam/gostam um do outro. Só tenho pena das crianças que surgem assim por inconsciência dos "pais". Depois há também o outro lado.. Casais que tentam desesperadamente ter filhos e que por qualquer motivo não podem. Quando, na maior parte das vezes, podem proporcionar muito melhores condições, tanto morais como materiais. Esta vida não é de todo justa..

Gayja disse...

Pois, nem tinha pensado dessa forma. Mas é mesmo injusta! Tanta gente a querer ter filhos e a não conseguir...

Cucas disse...

Deixa lá...tenho uma estagiária (à borlix entenda-se) que está grávida. Não tenho nada a ver com a vida alheia é certo, mas causa-me "espécie", uma miúda de 23 que acabou de sair da faculdade, primeiro estágio, e vai engravidar de um gajo lá da empresa que tem a alcunha de "papa-estagiárias". Ela está feliz, ele não sei. Eu dei os parabéns.
Agora com licença que eu vou reservar hotel para ir uns dias a Milão. Coisas de gente solteira e sem filhos que ainda pode juntar uns tostões para ir espreitando o "resto do mundo"... porque ele existe!!
Cada um vive como p(f)ode

Mia disse...

Mais que isso é... como é k se deixam comer assim sem mais nem menos, pk é o k acontece muitas das vezes... :O

Poppie disse...

o meu maior choque foi quando me mudei para lisboa, há uma vida atrás, vinda de uma cidade pequena, e reparei que aqui, adolescentes grávidas são o prato do dia... pensava que aqui a informação chegava mais depressa, tinham a acesso mais facilitado a contraceptivos… ias ao centro de saúde da cidade pequena buscar pílulas e preservativos e dois minutos depois a tua mãe, a tua avó e a família inteira já sabia… pensava que as pessoas eram mais conscientes por aqui, mas afinal...

Gayja disse...

Ok, estou a ver que não sou a única a não entender estas coisas... ;)