Lógico!

1) Dizem por aí que um estudo qualquer chegou à conclusão que 38,2% dos portugueses afirmam não ter nenhum receio de infecções ou doenças transmitidas através das relações sexuais;

2) o mesmo estudo conclui também que 59,2% dos portugueses não usaram o preservativo na primeira relação com o parceiro mais recente;

3) finalmente, conclui este estudo que 58,8% consideram que uma relação sexual entre dois homens é algo totalmente errado e 53,8% considera o mesmo no caso de se tratar de duas mulheres.

Ora vamos cá a ver:

a) segundo este estudo, 53,8% a 58,8% dos portugueses têm graves atrasos no seu desenvolvimento intelectual e social e padecem de homofobia;

b) é do conhecimento geral que, quando um ser humano tem as suas capacidades intelectuais limitadas, esta circunstância pode afectar a sua capacidade de raciocínio a todos os níveis e abranger qualquer área,

c) logo, não é de estranhar que a limitação de que sofrem aqueles 58,8% dos portugueses se alargue a outras situações, como seja, por exemplo, o facto de não usarem preservativo e não terem receio de infecções e doenças sexualmente transmissíveis.

Há quem fique admirado com os resultados daquele estudo.
A mim parecem bastante coerentes!

2 sobreviveram ao "lápis azul":

Estrelaminha disse...

bem, vendo nessa perspectiva o estudo está com um rigor impressionanate. :P

Gayja disse...

;)