"O armário"

- Olha, o Manuel Luís Goucha saiu do armário.

- Hã? Qual é a novidade? Ele não era já assumido?

- Pelos vistos não... Acho muito bem que estas pessoas se assumam. É pena que não haja mais pessoas conhecidas ou com relevância pública a assumirem a sua homossexualidade. Acho que esse é um passo fundamental.

- Concordo contigo. Quantos mais cá fora, melhor! E tem toda a relevância que sejam pessoas conhecidas ou importantes! Por exemplo: eu estou só à espera de chegar a Presidente do Supremo para sair do armário!

- Hahahahaha!


;P

9 sobreviveram ao "lápis azul":

estrelaminha disse...

boa tarde!
...e eu estou à espera do dia em que vou ganhar o euromilhões. :D
uma boa semana!
beijos

Maria Papoila disse...

LOL!

Maísha disse...

:-)

Anônimo disse...

...a melhor que ouvi nos últimos tempos...ahahahaahah

vcd

Mia disse...

LoooL mesmo... já esteve mais longe ahm? ;)

subtilezas disse...

n gosto de gaijo. irrita me. e deve ser horrivel trabalhar com ele. ainda bem q saiu do armário. irritava me andar aí armado em maxo men a inventar romance com gaijas. não precisam de meter um autocolante na test, nem de se assumir algo q faz parte da tua esfera privada e íntima. mas pelo menos não inventem. mas não foi por isto q vim cá. lembrei me de um assunto q ainda axo mais grave q o casamento homo. mas muito mais grave. os homossexuais n podem dar sangue pois estão incluidos na mesma categoria dos promiscuos. mesmo q tenham relações estaveis.

e pronto. é isso. incomoda me.

Buulacha disse...

Os homossexuais podem dar sangue.

Essa questão da homossexualidade já não vem no questionário que se preenche aquando da dádiva de sangue. Portanto um homossexual saudável que tenha uma relação com alguém saudável há mais de seis meses pode dar sangue. Não será com certeza a homossexualidade que o/a impedirá.

Gayja disse...

ponto 1: a piada não é a parte de chegar a presidente do STJ, é no que se refere ao sair do armário nessas circunstâncias. Hai, tão pouca fé... ;p

ponto 2: estou tão fora dessa (e de tantas outras) questão... e não tenho tempo para me informar. Alguém sabe dizer-me com exactidão como funciona isso? Obrigada!

Cris disse...

Mas eu acredito que a gayja chegue ao Supremo Tribunal de Justiça! (não estou a dar graxa, acredito mesmo...)