Geração "sem euros"

A minha maior frustração: não ter independência económica.

Discute-se por aí se somos a geração "1000€" ou "700€".

Deixem-me que vos diga: somos a geração "0€"!

Ontem recebi um telefonema de uma amiga recém-licenciada em Medicina. A partir de Janeiro passa a ser economicamente independente e vai arrendar um apartamento com uma colega. Contou-me também que outra amiga dela acabou de comprar casa.

Eu olho para os meus colegas de curso. Todos em casa dos pais. Calculo que cerca de 80% estejam há mais de um ano a trabalhar de graça (com despesas de transporte, alimentação e roupa formal).
Quanto a mim, mesmo que tudo corra pelo melhor, começarei a obter retribuição apenas daqui a quase um ano.

Se um dia tiver um filho vai ser mais ou menos assim:

- Mãe, quero ir para Direito.

- Não vais! Vais para Medicina.

- Mas é o que eu gosto. Na escola dizem-nos que o que interessa é fazer-se algo que se gosta...

- Na escola não se aprende nada! No meu tempo também diziam essas palermices. Diz-me, de que te adianta teres o sonho e até gostares muito de ser Advogado se não tiveres escritório nem clientes?

- Ó mãe, mas eu posso seguir a Magistratura.

- Não digas disparates, meu filho... Acabas o curso e ainda tens de ficar uma data de tempo a estudar matéria que não tem fim para te candidatares juntamente com milhares de pessoas para 90 vagas. Vais para Medicina e assunto encerrado!

- Ó mãe...

- Não há cá "ó mãe" nem meio "ó mãe"! Não estou para te sustentar além dos 24 anos! Vais para Medicina e acredita no que te diz a mãmã: vais ser muito feliz!


5 sobreviveram ao "lápis azul":

Leonor disse...

Nunca disse nada acerca de magistrados. Mas cá em casa ultimamente tenho ouvido falar muito dos Magistrados a quem o meu pai (que é Inspector da PJ) dá aulas de tiro. E ele diz que quem tira direito é ma'zé maluco da pinha.

ML disse...

uma verdadeira pérola de conhecimento, gayja ;)

@rco Íris disse...

e engenharia hum? andam sempre em borgas e há trabalho. sempre é menos tempo que medicina:p

Cris (Mahinder Kaur) disse...

ou não...

Gayja disse...

Leonor, o teu pai tem toda a razão. Mas é uma maluquice tão boa! ;)

ML, ora pois. Falando com conhecimento de causa, não é?

@rco-íris, não que esses são broncos!! Não quero um filho bronco! :p

Cris, olha que sim... ;p (é óbvio que estou a brincar. Eu própria, se voltasse atrás, escolheria Direito novamente.)