"Orgulho"?

Imagem daqui.

Estou farta de ler e ouvir comentários em relação ao "orgulho lgbt" que demonstram que as pessoas não percebem o significado desse conceito e entendem-no como contraponto de orgulho hetero.

Ora, se já por todo lado nos fartamos de explicar em que consiste aquele "orgulho" mas sempre que se fala desse assunto é necessário começar por explicar novamente em que consiste aquele conceito, não seria melhor substituir aquela palavra por outra que não desse lugar a dúvidas ou interpretações erradas?

Parece-me que ficaríamos todos a ganhar: por um lado os que defendem o "orgulho" passariam a sua mensagem de forma mais clara (e deixemos de lado as razões históricas de tal palavra mas concentremo-nos nos efeitos práticos pretendidos) e, por outro, os que insistem (umas vezes propositadamente mas outras vezes não) em confundir não teriam mais razão para o fazer.

Alguém tem alguma ideia?

(Eu ia dedicar-me à procura da palavra mais adequada mas agora não tenho tempo...)


Adenda: e é claro que eu concordo que o ideal era não mudar palavra nenhuma e conseguir que as pessoas percebessem, mas isso pode levar anos... E uma alteração da palavra podia resolver o problema em pouco tempo.

10 sobreviveram ao "lápis azul":

subtilezas disse...

eu acho essa cena do orgulho uma palermice pegada que só faz com que a luta pelos direitos LGBT. mas orgulho de quê?!?!? da minha sexualidade? eu não tenho orgulho nenhum! porque haveria de ter? não foi nada q alcancei, que consegui por mérito. sou isto. ponto. deixem-se dessas merdas de orgulhos...e q tal qualquer coisa do tipo: pelos direitos humanos?

Gayja disse...

Tenho de confessar que ponderei mesmo não publicar este teu comentário... porque demonstra exactamente aquilo a que me refiro: as pessoas não percebem (ou não querem perceber) o significado do conceito orgulho lgbt. Cais, infelizmente, no típico erro de o definir como orgulho de uma orientação sexual que não é uma escolha.
Tenho muita pena de ter já esgotado toda a minha paciência para explicar em que consiste o orgulho lgbt pelo que peço-te (mesmo) que leias o que diz nestes sítios:

http://marchalgbt2008.blogspot.com/2008/05/orgulhosamente.html

http://marchalgbt2008.blogspot.com/2008/05/manifesto-2008.html

Aí tens a resposta ao "orgulho de quê?". E não, não é orgulho da sexualidade entendido como orgulho da côr do cabelo. Nem sequer orgulho da sexualidade como orgulho de ter tirado um curso.
É orgulho por ter coragem de lutar contra os preconceitos e sair do armário mesmo sabendo que cá fora nos esperam pedras.
Isto, claro, de forma muito abreviada.
Espero mesmo ter ajudado a esclarecer a tua dúvida...
Bjs

subtilezas disse...

não. não ajudaste:) para mim continua a ser uma palavra mal empregue. e para isso basta ir a qualquer dicionário. se a luta lgbt está à espera q se vá ler estes esclarecimentos então vá lá vai. eu não vou. podes usar de todas as explicações, mesmo as históricas bla bla bla. para mim é uma palavra mal empregue, mais nada. e o fosso cada vez é maior

subtilezas disse...

e mais: eu não disse q era escolha nenhuma. isso são palavras tuas.

subtilezas disse...

e a minha paciência para este assunto tb já se esgotou. de facto.

subtilezas disse...

e tenho muitas dúvidas, mas não neste caso. e com esse tipo de postura não ajudas ninguém. mas isso sou eu do alto dos meus 30 anos.

Gayja disse...

Pois... mas cá de baixo dos meus 24 anos parece que não interpretaste, tanto o post como o comentário, da forma mais correcta.
Afinal, o post era precisamente sobre a necessidade (na minha opinião, claro) de alterar essa palavra. Apenas discordamos nas razões para tal.
Mas olha que já andei a dar voltas à cabeça e ainda não arranjei outra palavra que significasse aquilo que se pretende... Alguma ideia?

Papoila e Orquídea disse...

'Direito', era uma boa palavra...

subtilezas disse...

igualdade de direitos, justiça, ...por exemplo. ou então isto:

http://www.naotemosvergonha.blogspot.com/

eu dei a cara por isto, e darei sempre que achar que faz sentido:

porque não tenho vergonha nenhuma do que sou. mas orgulho na minha sexualidade?!?! a q propósito? ridículo...

como se usam as palavras é de facto importante.

Siona disse...

Um bocadinho off-topic: o link do comentário anterior não é dos melhores para dizer o que quer que seja sobre orgulho...

Esse blog foi começado em 2007, pouco tempo depois de eu ter começado a postar no meu. A pessoa que o criou aparentemente ressentiu-se de eu dizer que a maioria das pessoas T não se prostituem, não são toxicodependentes, sabem ler e escrever, e não se tornam ainda mais infelizes e excluídas do que eram antes da transição (e que é verdade). Quando se diz que todas as pessoas T são absolutamente miseráveis, é mais fácil relativizar a nossa própria infelicidade. Quando não, temos de tomar responsabilidade por não termos conseguido fazer as melhores escolhas na nossa vida. Pegou na questão de eu e os outros autores do nosso blog, como a maioria das pessoas (LGB)T, não aparecermos na televisão, jornais e revistas com um "T" colado na testa, para tentar dizer que tínhamos "vergonha" (quando essa pessoa não tem qualquer opção em contar aos outros ou não, dado ter um aspecto físico imediatamente revelador).

Nesse caso, e na verdade, é o oposto completo de orgulho. Um bocadinho mais in-topic: é de alguém que se diz "activista", o que mostra que realmente, e ainda mais do que geralmente as pessoas LGBT "comuns" pensam, em Portugal há algum "activismo", tanto T como LGB execrável, que se pauta pela irresponsabilidade, incapacidade, falta de inteligência e baixo nível. E acho que vai continuar assim até que as gerações mais jovens se fartem disso.