Coisas que se aprende com a experiência

Não há nada mais estúpido do que o preconceito por homossexuais em relação a outros homossexuais.

10 sobreviveram ao "lápis azul":

Mariana disse...

concordo em absoluto com você. mas isso também nos serve como provocação, uma vez que acaba com a alma subversiva que muit@s de nós construímos em torno das sexualidades tidas como desviantes... não há nada de revolucionário em ser gay. tanto que há gays nazi, homofóbicos, racistas, sexistas, status quo... (estarei sendo muito pessimista, ou apenas realista?)

Isa disse...

Isso é totalmente brochante! ¬¬'

Buulacha disse...

0.o isso existe?=X

Leonor disse...

Infelizmente isso acontece bastante... e realmente nao percebo, isso nao acontece entre o meu grupo de amigos gays. Mas sei que acontece entre vári@s homossexuais... Devíamos estar todos unidos, mas não.

Cris (Mahinder Kaur) disse...

A mim não me espanta. Se há preconceito nos heterossexuais porque é que os homossexuais hão-de ser diferentes? Deviam ser unidos? Devíamos ser todos unidos, independentemente de gostarmos de quem gostamos. E dizem-me: ah, mas por serem um grupo com tanto para lutar e tanto obstáculo para vencer deviam ser mais unidos. Pois, mas olha, não são. São gente de carne e osso, com as suas tricas.

indigo des urtigues disse...

Pois, a questão é q independentemente da nossa orientação sexual, também todos temos uma educação onde pouco é valorizada a diferença e a diversidade...e entao...qd nem a "nós" nos aceitamos...secalhar que falar de pessoas de cor e outras minorias facilmente alvo de discriminação? seremos totalmente isentos? Eu considero-me uma pessoa bastante clara e aberta nesse sentido...valorizo a diversidade e por norma e forma de estar na vida, não discrimino ou tento ser imparcial...posso até não me identificar...mas dài a discriminar...;)

Berto disse...

off topic
não sei se és fã:
http://www.myconfinedspace.com/?attachment_id=59083

@rco Íris disse...

buulacha, nao existe é pouco..

miuda gira, desafiei-te:)

Ég Bani disse...

O auto-preconceito é o cúmulo da discriminação, da ausência de respeito por si mesmo e de ignorância humano-social. É triste, mas existe e não só no que à homossexualidade diz respeito, basta pensar na discriminação de género que é ainda mais castradora.

aNa disse...

hummm... isso é muito vago...
(mais uma para tomares nota na agenda, para 2009, acho!)