(nostalgia - cont.)

Agora deu-me para isto...

Havia um Professor que era famoso por ser desagradável com os alunos nas orais. Todos se queixavam que ele era bruto e mal-tratava os alunos.
E eu ia ter oral à tarde.
Diziam que de manhã ele tinha gritado com um aluno.
Mais uma vez, estava uma pilha de nervos.

Chegou a minha vez. Entrei e sentei-me à frente do famoso Professor e da sua Assistente.
Ambos com expressões sérias (eles devem ter uma preparação especial para fazer aquelas caras de enterro).
Como ia com uma nota segura, o professor deixou-me escolher o tema sobre o qual queria falar. Disseram-me os meus amigos, que assistiram à oral, que comecei a falar devagar, a medo. Mas que passado pouco tempo, liguei o turbo e disparei matéria até ao fim.
Quando terminou aquela parte, o Professor passou para outro tema. Fez-me algumas questões. No final, com um ar muito sério, fez-me uma pergunta.
Olhou para a Assistente e esta esbugalhou os olhos com um ar assustado na minha direcção.
O Professor estava muito sério.
A pergunta era estranha mas eu sabia a resposta. Estava escrita no livro, numa nota de rodapé que eu tinha lido apenas porque tinha achado graça ao assunto.
Respondi.
A assistente não conseguiu disfarçar a surpresa.
O Professor sorriu. Sim, ele sorriu! E disse-me que podia sair.

Passados alguns dias estava a ver umas pautas e ouvi uma conversa entre duas miúdas:

- Ai... Este professor é horrível nas orais.
- Sim. Mas olha que no outro dia assisti a uma oral espectacular. A miúda não se calava. E ele até foi simpático! (...) Olha, foi com ela!

E apontou para mim.
É claro que o meu ego foi à lua e voltou...

6 sobreviveram ao "lápis azul":

Luka disse...

A Gayja Maria nao perdoa! =D

Poppie disse...

Afinal as letras pequeninas nos livros e nas sebentas interessam. Sempre tive o hábito de ler as notas de rodapé. Por vezes trazem informação preciosa.

walla disse...

Nunca desprezar o que é pequeno eheheh

WL disse...

Também tive uma oral assim...mas comigo foi ligeiramente diferente! Chumbou-me 5 vezes e depois na 6 virou-se para mim e disse...
" Acho que temos um problema!"
Fiquei branca, amarela, de todas as cores, e depois disse-me que os restantes alunos eram todos uns analfabetos e que eu ia ter a melhor nota do ano! enfim...
Eu cá também acho que eles fazem uma especialização qualquer para fazerem orais aos alunos!

Gayja disse...

Luka, Gayja Maria tem é uma sorte... ;)

Poppie, e ainda bem que aprendi isso logo no 1º ano! A partir daí também passei a prestar muito mais atenção às letras pequeninas. ;)

walla, e por acaso eu até tenho a mania de gozar com os "pequeninos"! ;P

WL, essa é muito boa! :) Sim, deve ser requisito de admissão para fazer orais: "ora mostre a expressão mais séria a assustadora que consegue fazer!" :P

Anônimo disse...

:)

é por isso que eu, pelo contrário, sou super simpática e sorridente quando faço orais. a sério. acho uma crueldade aumentar ainda mais um nervosismo a todos os títulos compreensível.